Missão & Objetivos

O MIRIM tem como missão lutar pela garantia e efetivação dos direitos fundamentais de crianças, adolescentes e jovens, no Brasil e no mundo, sem discriminação de raça, gênero, origem, condições de vida, credo religioso, ideologia política ou de qualquer outra índole.

Para alcançar a sua missão, o Movimento propõe-se a:

  1. Denunciar a violação de direitos de crianças, adolescente e jovens no Brasil e no mundo.
  2. Apoiar toda entidade ou pessoa que lute pelos direitos de crianças, adolescentes e jovens, sem outro interesse que o bem estar desses cidadãos e dessas cidadãs.
  3. Desenvolver estudos e pesquisas sobre a situação de crianças, adolescentes e jovens, bem como sistematizar e divulgar tais informações.
  4. Promover, de forma gratuita, a educação não-formal e a educação do ensino básico ao profissionalizante, visando ao desenvolvimento humano, econômico e social e, consequentemente, ao combate à pobreza, como ação complementar ao dever do Estado.
  5. Promover, de forma gratuita, a saúde, a segurança alimentar e nutricional, visando ao bem-estar e, consequentemente, ao combate à pobreza, como ação complementar ao dever do Estado.
  6. Proporcionar assessoria jurídica gratuita a entidades afins de interesse suplementar, fortalecendo o associativismo e a articulação de parcerias para o desenvolvimento.
  7. Promover a cultura, o esporte, o lazer, a defesa e a conservação do meio ambiente e do patrimônio histórico e artístico, com foco no desenvolvimento humano e social sustentável, na inclusão social e no exercício da cidadania.
  8. Promover a assistência social de acordo à Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS, Lei 8.742/1993), como ação complementar ao dever do Estado brasileiro.
  9. Promover ações de inclusão social dando acesso ao exercício da cidadania, com base nos direitos positivados e na luta por reconhecimento de novos direitos.
  10. Promover o voluntariado como mecanismo de educação não-formal para o bom convívio social e promoção da solidariedade.
  11. Promover capacitação para profissionais de áreas vinculadas à promoção e defesa dos direitos da infância, adolescência e juventude.
  12. Promover capacitação em gestão e apoiar a implantação de unidades produtivas junto às populações juvenis.
  13. Elaborar, implantar, monitorar e assistir, tecnicamente, programas e projetos sociais relativos à garantia e acesso a direitos humanos.
  14. Promover a ética, a paz, a solidariedade, a dignidade humana, a democracia participativa e a igualdade em direitos e em oportunidades do desenvolvimento.
  15. Fomentar o empreendedorismo e a economia solidária como estratégias de desenvolvimento e emancipação social.
Pular para a barra de ferramentas